A cada 16 horas é registrado um caso de assédio à mulheres em algum transporte público no Rio de Janeiro.
Agora, imagina todos os assédios que acontecem e as mulheres que não denunciam por medo ou por não saber como denunciar?
Para enfrentar mais essa violência diária contra as mulheres, criamos o Projeto de Lei #AssédioNãoÉPassageiro.
O projeto propõe:
• Campanhas educativas sobre assédio e violência sexual contra as mulher es
• Divulgação de telefones de órgãos responsáveis pelo atendimento de mulheres, incentivando que elas denunciem os assédios, caso desejem
• Formação permanente dos servidores sobre assédio e violência sexual
• Multa às empresas de ônibus que descumprirem a lei
O transporte é público, o nosso corpo não!

Precisamos da sua ajuda para mostrar à vereadores e vereadoras que somos muitas pessoas querendo que o projeto seja aprovado!

0 pessoas estão apoiando a luta contra o assédio nos transportes!
é registrado um caso de assédio à mulheres em algum transporte público no Rio de Janeiro.
Fonte: Extra
brasileiras já sofreram assédio em público em suas cidades.
Fonte: Action Aid
O local com maior número de denúncias registradas de assédios é no transporte público, passando até da quantidade de assédio na rua.
Fonte: DataFolha
Criação de campanhas educativas sobre assédio e violência sexual contra as mulheres nos transportes públicos, estações e pontos de ônibus, incluindo VLT e BRT.
Divulgação de telefones de órgãos públicos responsáveis pelo acolhimento e atendimento de mulheres, incentivando que as mulheres denunciem, caso desejem.
Formação permanente dos servidores sobre assédio e violência sexual.
Multas às empresas
de ônibus que descumprirem a lei.
A autora do projeto:
Eu sou, porque nós somos.
Marielle Franco é mulher, mãe, negra, cria da Maré, defensora dos direitos humanos, socióloga e mestra em Administração Pública. Está como vereadora do PSOL no Rio. Nosso mandato veio para ser um megafone das vozes das ruas.
Novos casos absurdos de homens assediando mulheres dentro dos ônibus da cidade estamparam os jornais nas últimas semanas. Mas esses casos não são isolados. Apoie o PL #AssédioNãoÉPassageiro.
Participe do nosso mandato, veja nossos projetos de lei, sugira novos, leia nosso blog e muito mais:
https://www.mariellefranco.com.br/